O SindiComerciários de Ijuí realizou na noite desta segunda-feira (20), assembleia com diversos itens em pauta e dentre os principais, uma mudança no estatuto da entidade e a prestação de contas do exercício 2016, o balanço patrimonial e a previsão de gastos para o exercício 2018.

 

Um estudo para a mudança no estatuto foi aprovada em assembleia geral ordinária realizada em setembro. Djeison Cleber das Neves, assessor jurídico da Fecosul, apresentou o resultado deste estudo, que foi realizado com assessoria da federação. A necessidade de modernização do documento foi verificada na última eleição, devido a falta de clareza em alguns artigos e a necessidade de adequação ao fato da base territorial do Sindicato ter sido ampliada. A alteração mais relevante é a mudança da duração do mandato presidencial, que passa de 3 para 4 anos (como a maioria dos sindicatos comerciários do estado). Manteve-se a estrutura na diretoria, com as mesmas competências. “O documento fica com uma estrutura mais lógica e ficará adequado às demandas da luta sindical nos dias de hoje”, afirmou o assessor jurídico da Fecosul. Esta proposta foi aprovada por unanimidade.

 

Em seguida o assessor contábil da entidade, Luiz Valmir Bauer, apresentou os demonstrativos financeiros relativos a prestação de contas. As contas foram aprovadas por unanimidade, sem questionamentos. Diante da nova realidade financeira dos Sindicatos, em que a reforma trabalhista modificou a fonte de recursos para as entidades sindicais, a Direção realizou uma previsão de gastos para 2018 prevendo esta nova realidade, buscando algumas ações para readequar e dar equilíbrio financeiro aos serviços e benefícios prestados pelo Sindicato. Assim, nesta assembleia foi aprovado o aumento da mensalidade de sócio que era de R$ 5 para R$ 7 mensais.

 

A assembleia avaliou ainda proposta de alteração no funcionamento da sede campestre. A nova sede tem gerado uma procura muito grande de pessoas buscando frequentar o espaço. “Todos os dias recebemos telefonemas de pessoas que estão em outras categorias, inclusive patronais, e que querem frequentar nossa sede. Mas a frequência é exclusiva para sócios, trabalhadores e trabalhadoras do comércio e seus dependentes”, explica o Presidente Ari José Bauer.

 

A temporada 2017/2018 é a segunda na sede localizada no Povoado de Santana, próxima ao Rio Potiribú. Com a experiência da temporada anterior, a Direção verificou a necessidade de adequação em algumas normas de funcionamento e acesso. A partir desta temporada, foi aprovado pela assembleia a venda de convites, com validade mínima de 30 dias, podendo ser renovada até o fim da temporada. O convite dará direito ao uso da piscina. Os convites serão limitados e deverão responder a critérios de afinidade familiar. “A sede campestre é um espaço de lazer e de convívio familiar e é em busca de propiciar ao comerciário este convívio que estamos colocando esta experiência em prática. Mas teremos alguns critérios para estes convites, privilegiando o acesso à sede para nossos associados”, afirmou o Presidente.